Sul do país tem potencial para abastecer 2,6 milhões de casas com eletricidade gerada com biogás

0
126

O Oeste paranaense e catarinense, e o Noroeste rio grandense, concentram os maiores volumes de produção de biogás

Conforme consta no relatório sobre o “Potencial de produção de biogás no Sul do Brasil”, os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul concentram 36% das plantas de biogás no Brasil. O estudo aponta que a agroindústria sul brasileira produz cerca de 89 mil metros cúbicos de biogás por dia, e que o potencial de ampliação deste volume é de 99%. Ou seja, com esse hipotético aumento, o biogás seria capaz de abastecer com eletricidade cerca de 2,6 milhões de casas populares por dia, se considerarmos o consumo médio de 220 kWh.

O estudo foi lançado por pesquisadores do projeto de “Aplicações do Biogás na Agroindústria Brasileira”, uma iniciativa do Fundo Global para Meio Ambiente (em inglês, GEF), em parceria com o Centro Internacional de Energias Renováveis – o CIBiogás. O objetivo é reduzir emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) e a dependência de combustíveis fósseis, utilizando como fonte alternativa a energia de biogás tanto para gerar eletricidade, quanto para produção de biometano – combustível para veículos.

De acordo com Daiana Gotardo, membro do projeto GEF, os dados são referentes ao potencial de seis atividades: resíduos da bovinocultura, suinocultura, avicultura, laticínios, fecularias e abatedouros. A pesquisadora afirma que resíduos de cervejarias e de vitiniculturas (cultura de uvas para produção de vinho), entre outras atividades da agroindústria também serão mapeadas na próxima atualização do estudo. “Esse potencial de produção do Sul vai aumentar”, prevê.

As atividades que mais produzem biogás no Sul
A atividade da bovinocultura lidera no Sul, com 51% do total de produção de biogás, seguido pela suinocultura com 27% e avicultura com 10%. Os abatedouros, o processamento de mandioca e o setor de laticínios produzem respectivamente, 6%, 4% e 2% desta produção. O Oeste paranaense e catarinense, e o Noroeste rio grandense, são os maiores destaques em relação ao potencial de produção de biogás da região Sul.

Agronegócio mais sustentável
Para o diretor presidente do CIBiogás, Rafael González, é fundamental que o relatório alcance produtores rurais, investidores e fornecedores da cadeia de biogás do Brasil. “Para ter mais segurança e competitividade na tomada de decisão sobre investimentos e decisões estratégicas”. González explica que é possível tornar o agronegócio mais sustentável do ponto de vista econômico, com geração de renda e com redução de GEE por meio do tratamento dos resíduos. “É uma forma de estimular e fortalecer o agronegócio, partindo para uma economia limpa, uma forma de geração sustentável e redução de emissões”, afirma.

Webinar
A fim de promover a compreensão do potencial sul brasileiro e dar dicas de negócios em biogás, o CIBiogás realizará no dia 12 de março (quinta-feira), às 14 horas, um bate-papo gratuito e on-line com a Analista de Informações de Biogás, Daiana Gotardo e com o diretor de Desenvolvimento Tecnológico, Felipe Marques. Para garantir a sua vaga, basta acessar https://materiais.cibiogas.org/webinar-potencial-de-biogas-no-sul-do-brasil . O relatório está disponível ao público e pode ser acessado em: https://materiais.cibiogas.org/relatorio-potencial-de-producao-de-biogas-sul-do-brasil

A realização do estudo só foi possível pois contou com o esforço coletivo das instituições: Organização das Nações Unidas para Desenvolvimento Industrial – UNIDO, dos Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Minas e Energia (MEE) e também do Meio Ambiente (MMA). O CIBiogás e a Itaipu Binacional são realizadores da pesquisa. A Associação Brasileira de Biogás (ABiogás) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) também colaboraram para o levantamento das informações.

Biogás e Biometano
O biogás e o biometano podem ser utilizados para a geração de energia elétrica, energia térmica ou como combustível renovável para veículos – biometano. O processamento resulta em biofertilizantes de alta qualidade para uso agrícola. Os benefícios se estendem tanto ao pequeno produtor agrícola, que reduz os custos de sua atividade com o reaproveitamento de resíduos orgânicos, quanto ao desenvolvimento econômico nacional, já que um setor produtivo mais eficiente.

CIBiogás
Instalado dentro do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) em Foz do Iguaçu (PR), o CIBiogás é uma instituição de Ciência e Tecnologia, em formato de associação, que se dedica ao desenvolvimento da cadeia produtiva do biogás como recurso energético limpo e competitivo, com o objetivo de promover o mercado de energias renováveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here